Cultura & Literatura

A diferença está na escolha

Há algumas semanas atrás uma adolescente de quinze anos veio estagiar na empresa em que trabalho em Munique. Um programa da escola, ela foi estagiar por uma semana apenas para ter uma noção de como o ambiente empresarial funciona. Após a experiência, a moça voltaria para os seus estudos, e quem sabe arranjaria um bico durante o verão para uma graninha extra.

 

Essa é a realidade mais pertinente dos jovens alemães quando o tema é trabalho. Para mim não foi surpresa alguma que os jovens dediquem-se prioritariamente aos estudos, com um mero gostinho de um emprego. Existem casos similares de jovens que, na impaciência para ser independente – até certo ponto – trabalham.

 

Read More

A Munique Nazista - O Guia Completo

À primeira vista, Munique pode parecer uma cidade feliz, estável, sem grandes altos e baixos. Mas nós sabemos que a cidade teve momentos negros num passado que de estável nada teve, principalmente com o advento do Partido Nazista. Munique foi, sem mais nem menos, a Hauptstadt der Bewegung ou Capital do Movimento (Nazista).

 

Uma das cidades principais do movimento nazista, lugares que hoje parecem inocentes tem conexões com esse passado perturbador, desde a alegre cervejaria Hofbräuhaus até a magnífica câmara municipal antiga. Eis um guia dos lugares mais significativos da Munique Nazista para você descobrir - e ver como é importante manter a memória viva para que movimentos como o nazismo e fascismo não mais se repitam na Alemanha e no mundo. 

 

Read More

Quantas vezes numa viagem vemos a vida com outros olhos? Os bastidores de Ventos Nômades

Inquietude... uma sensação que me persegue desde pequena. A curiosidade de conhecer o mundo, ir além das fronteiras brasileiras era talvez o meu maior desejo. Por mais que amasse Salvador, minha cidade, me parecia um lugar isolado: de um lado, o oceano, de outro, milhares de quilômetros de Brasil. Queria ir além, partir para a estrada, um desejo incontrolável de ver esse mundão de Deus.

 

O tal de Wanderlust, uma expressão alemã que expressa essa vontade incontrolável de explorar (wandern vem de caminhar; lust vem de vontade ou desejo) não é algo que todas as pessoas experimentam. Se para mim era algo natural, para outros é moda, coisa desnecessária. Existem pessoas plenamente satisfeitas no lugar onde estão. Em Salvador, com suas belíssimas tradições, como não se sentir à vontade, não querer permanecer a vida inteira?

 

Read More

Alegria de viver sem ser espalhafatoso

De diversas bocas já ouvi como é impossível achar “alegria de viver” nos países do norte europeu. Aqui na Alemanha, é muito comum rotular os nativos como grosseiros, tristes, rabugentos. Brasileiros que vivem por essas bandas dizem que alemães e companhia não demonstram a alegria de viver que vemos no Brasil, quando o gari canta enquanto recolhe o lixo, as manicures que conversam com você ao tirarem a sua cutícula e os sorrisos universais de brasileiros pelo país que, é claro, são pobres mas são felizes.

 

A brasilidade que nós temos tanto apreço é de fato especial, e nos faz sentir bem com aquela simpatia e alegria de viver tão característica do nosso povo. Entretanto, a tal alegria de viver que nós sentimos tanto orgulho existe em outros lugares do mundo – só que de forma mais discreta, sem ser espalhafatoso.

 

Read More

5 duras verdades da vida de imigrante

Quem emigra sabe que de início a maioria dos expatriados sente uma euforia ao morar fora do Brasil. É como um desafio conquistado, que merece uma boa dose de felicidade. Mas esse sentimento raramente fica, pois dificuldades sempre estarão presentes.

 

Para alguns, arriscar tudo numa mudança para o exterior significa uma melhor qualidade de vida. Para outros, o espírito de aventura bate mais forte no peito. Independentemente do motivo para considerar a vida fora do Brasil, existem muitas coisas a considerar além do visto e da burocracia. Eis algumas verdades que nem sempre serão fáceis de ouvir, mas que sem dúvida são importantes para saber.

 

Read More