15 experiências inesquecíveis do verão europeu

O verão finalmente chegou com força na Europa, e com ele milhões de turistas que chegam no velho continente com aquela expectativa de se embrenhar na sofisticação da cultura, no rico passado, na natureza exuberante.

 

Além dos pontos turísticos de sempre como Paris e Berlim, fiz aqui uma coletânea de lugares e experiências que vivi no verão europeu que vão além dos roteiros tradicionais. Confira!

 

1. Mergulhe no Mediterrâneo após uma visita pela cidadela da ilha grega de Rhodes

Depois de anos vivendo na Europa, às vezes você tem a sensação que não importa que o destino da viagem, que você não vai mais sentir aquele efeito ¨uau¨. Ao visitar a cidadela de Rhodes, uma das maiores ilhas gregas, essa sensação mudou por completo. A cidadela de Rhodes é uau do começo ao fim: uma vila inteira rodeada por uma muralha medieval, com uma riqueza de arquitetura e cultura raramente vistas em outro lugar. Do bairro judaico até os palácios e museus, dos restaurantes e vendas e ruas de pedras até mosaicos e vistas para o mar, a cidadela de Rhodes é fenomenal. E após uma visita sob o calor afobado da Grécia, nada melhor que um belo mergulho nas águas calmas do Mediterrâneo para refrescar.

 

2. Assista a uma peça de Shakespeare no Globe Theater em Londres

Para quem ama literatura, assistir a uma peça de Shakespeare no Globe Theater é um programa essencial! O Globe Theater foi reconstruído à moda do primeiro edifício onde as obras de Shakespeare foram desempenhadas (o original foi destruído por um incêndio em 1613). Como o teatro é ao livre, performances são apresentadas entre abril e outubro – sendo o verão a época mais concorrida. Corra para garantir o seu ingresso!

 

3. Dance até cair em Atenas

Caótica, barulhenta, antiga, calorenta... assim é uma de minhas cidades preferidas, Atenas. Para mim, é um lugar mágico, com suas ruínas sempre à espreita, com o Parthenon pairando do alto de uma colina. Mas não é só de antiguidade que vive essa cidade: os atenienses são notórios festeiros, e nesse aspecto, nada de crise! Dos tipos de lugares são os mais fantásticos de frequentar: beach bars (à beira do mar, é claro) ou diversos roof top bars (com direito à vista do Parthenon iluminado). Tome um ouzo para relaxar as cadeiras, e caia na gandaia, greek style!

 

4. Faça de conta que você voltou no tempo: visite uma feira medieval na Alemanha

Se os alemães hesitam em falar sobre o recente passado do nazismo, a atitude muda de figura quando nos referimos à Idade Média e à Renascença. Essa fascinação é transportada para feiras medievais em castelos tão medievais quanto, que nos apresenta mercados de produtos artesanais, lutas de cavaleiros, música e outros espetáculos da época. Um dos highlights é o festival realizado no castelo Burghausen, na fronteira alemã com a Áustria, que é o castelo mais longo do mundo.

 

5. Assista a uma ópera no coliseu de Verona, Itália

Não só de Romeu e Julieta vive Verona; a cidade também é morada do coliseu mais preservado da Itália, e onde anualmente performances das óperas mais tradicionais acontecem – principalmente as óperas italianas como Aida a Nabucco, de Giuseppe Verdi. A experiência é indescritível, mas vá preparado para uma longa noite a céu aberto.

 

6. Passeie pelas areias traiçoeiras do Mont St. Michel, França

Um dos meus sonhos era conhecer o misterioso Mont St. Michel no norte da França, com sua abadia numa ilha isolada pelas marés do mar do Norte. Pela manhã, quando a maré está baixa, é possível passear ao redor da ilhota ou até atravessar o caminho até a praia. Ao fim do dia, a maré rapidamente sobe, e é preciso tomar cuidado para não ser pego pelas águas violentas. Vale a pena chegar cedo não só para conhecer a abadia e outros pontos históricos, mas para passear nas areias traiçoeiras que rodeiam o Mont St. Michel.

 

7. Explore a paisagem exuberante de Killarney, Irlanda

O tempo irlandês é geralmente molhado e nublado, mas quando o sol sai detrás das nuvens, somos presenteados com uma paisagem de tirar o fôlego: a combinação da natureza exuberante e dos castelos, principalmente nos arredores da cidade de Killarney. O castelo de Ross, Muckross House e a abadia de Muckross são pontos maravilhosos no Parque Nacional de Killarney. Se você der sorte com o tempo, é um lugar especial para conhecer e se fascinar.

 

8. Descubra a costa holandesa de bicicleta pela rota Noordzee

Quando pensamos em praia na Europa, imediatamente vem as praias da Itália, Espanha, Portugal ou Grécia em nossas cabeças. Entretanto, o Mar do Norte também tem paisagens fora de comum, e nada melhor para desbravar esse pedaço da Holanda do que a boa e velha bicicleta. O caminho cheio de altos e baixos mas com uma paisagem maravilhosa pode ser feito por qualquer desavisado e destreinado (como eu). Reserve um parte do trajeto, como entre Noordwejk e Den Haag, e coloque o pé na estrada.

 

9. Sinta o tempo parar na Capadócia, Turquia

Um dos lugares mais especiais que já visitei, a Capadócia é conhecida pelos formatos inusitados de suas rochas e pelo patrimônio histórico dos primeiros cristãos que moravam nas cavernas dessa região. Se hospede em um cave hotel (isso mesmo, os quartos são construídos dentro da pedra), deixe-se encantar pelos museus a céu aberto, ande pelos pedras e, se tiver coragem, pegue um balão para enxergar a paisagem de uma perspectiva diferente.

 

10. Mergulhe no paraíso caribenho de Elafonissi, Creta

Os caminhos são tortuosos para chegar na praia de Elafonissi, mas o esforço valerá a pena! Na ilha grega de Creta encontra-se a praia de água cristalina e areia rosa, um verdadeiro paraíso tropical. O local não possui muita infraestrutura para turistas o que, para os otimistas, é como se você estivesse numa ilha perdida (mas não se engane, os turistas vão mesmo assim!).

 

11. Encante-se com o festival de pátios de Córdoba, Espanha

Indo a Andaluzia não se pode deixar de ver a Alhambra em Granada, o Alcázar de Sevilla, a Mezquita de Córdoba e... o Festival de Pátios de Córdoba. As casas da cidade antiga possuem pátios decorados e floridos que, no verão, competem pela atenção dos turistas e pelo prêmio de pátio mais belo da cidade. É uma boa forma de andar pelo zigue-zague das ruas de outros tempos e ainda conhecer um pouco das casas por dentro.

 

12. Celebre a história da catedral milenar de Estrasburgo, França

Em 2015 a catedral de Estrasburgo, na região da Alsácia-Lorena, comemorou 1.000 anos. A história milenar da cidade e de sua querida catedral é comemorada todos os anos em julho com o festival de luzes - L'Ill aux Lumieres - que ilumina não só a catedral como diversos edifícios históricos, fontes e igrejas. O grande highlight é a apresentação diária de um espetáculo de luzes e música usando a catedral como tela. Além disso, a cidade de Estrasburgo é idílica, e vale a pena esticar o passeio para dois ou três dias. 

 

13. Aproveite o Festival de Verão de Dubrovnik, Croácia

Foi em Dubrovnik que o maridão me pediu em casamento, então é claro que está na lista! Com aliança ou não no dedo, vale a pena conferir o Festival de Verão da cidade, que apresenta de tudo um pouco na arte, de peças de teatro a concertos de música clássica, tem programação para todos os gostos. Nesse época assistimos a uma apresentação de violino barroco, o que foi lindo de morrer. Fora que as apresentações são em casas antigas, o que te dá a oportunidade de ver a arquitetura local por dentro.

 

14. Descubra a Veneza do Norte: Bruges, Bélgica

Pode-se ir a Bruges em qualquer época do ano, mas é no verão que a cidade fica mais bonita. A cidade é conhecida pela preservação de sua arquitetura medieval, tendo o status de Patrimônio da Humanidade da UNESCO. Passear pelas ruelas antigas, fazer o passeio de barco, tomar um chocolate quente e respirar a história de Bruges é programão de verão.

 

15. Caminhe pela paisagem idílica da Baviera, e durma num chalé de montanha

E é claro, não poderia deixar de mencionar a minha querida Baviera! Nessa província alemã existem muitas trilhas, montanhas e paisagens para se encantar, e nada melhor que ao final do dia poder se aconchegar no conforto de um chalé de montanha, comer as apetitosas (e engordativas) delícias bávaras e se deliciar com uma cerveja gelada. Prost!

 


Gostou do artigo? Siga a Baiana da Baviera!


Seja arretado e compartilhe!



Siga nas redes sociais:

Entre em contato:

contato@baianadabaviera.com.br

Meu lema:

¨Somos o resultado dos livros que lemos, das viagens que fazemos, e das pessoas que amamos.¨

Airton Ortiz